Alunos do município de Indianópolis fazem doação ao Viveiro Solidário

Olhinhos atentos e gentis para realizar uma missão diferente. Foi dessa maneira que os alunos da Escola Municipal Tupiniquim, de Indianópolis, chegaram ao Viveiro Solidário do Grupo Luta Pela Vida para doarem mais de 30 mudas de plantas para serem vendidas em prol dos pacientes oncológicos. A ação aconteceu no dia 05/12 e envolveu 21 alunos do terceiro ano do ensino fundamental, acompanhados da diretora Adriane de Fátima Dias, da professora Maria Lúcia Ferreira e da Elismar Aparecida Borges, personagem muito importante nessa história.

Atualmente paciente do Hospital do Câncer em Uberlândia e doadora do Viveiro, Elismar conheceu um pouco do hospital há cinco anos, quando a filha caçula fazia um tratamento oncológico. Infelizmente, a filha de Elismar faleceu, mas a luta dela contra o câncer não terminou ali. Em 2019, após apresentar alguns problemas de saúde, foi encaminhada ao hospital para iniciar um tratamento. “Nesse momento você perde o chão, ainda mais após ter tido um caso tão recente na família”, comentou.

Amor às plantas compartilhado

Em meio à própria luta, Elismar encontrou esperança e conforto nas plantas. Logo no primeiro dia de tratamento ela conheceu uma voluntária do Viveiro: a dona Abigail, que a convidou para conhecer o espaço. “Quando conversamos, tudo bateu, porque eu também gosto muito de planta. Me senti em casa e acolhida, principalmente pela Abigail”, sorriu ao lembrar.

Elismar começou então a cuidar das plantas do Viveiro, doar algumas mudas e pedir doação para as pessoas em Indianópolis. Essa multiplicação chegou na professora Maria Lúcia, mais conhecida pelos alunos como “tia Kika”, que sempre contribui com vasos e mudas. Das ajudas individuais, veio a ideia de criar um projeto com os alunos da escola em que leciona.

“Esse ano eu trabalhei com meus alunos sobre as plantas e faltou um trabalho. Então pensei em pedir para eles cultivarem uma planta medicinal para doar ao Viveiro. Conversei com a Elismar, ela achou ótimo e fez toda a mediação com a Abigail”, explicou a professora.

Projeto de amor e sucesso

O projeto foi muito bem recebido pela direção da escola, que organizou a viagem das crianças a Uberlândia. “É uma conscientização. Todos podem precisar desse atendimento algum dia. Então eu vejo que cada ação é uma gratificação até para nós”, disse a diretora Adriane.

Os bons exemplos na infância contribuem para que os pequenos entendam a importância da solidariedade e do cuidado com o próximo. “Eu expliquei que cada plantinha doada iria ser vendida para ajudar uma pessoa e até outras crianças. Eles entenderam a ideia e se empolgaram muito! Não achei que teria uma comoção tão grande”, destacou a professora.

Durante a visita ao Viveiro, os alunos conheceram diferentes plantas e tiraram dúvidas; além de ganharem um lanche e tirarem fotos. A sensação de todos os envolvidos na ação era de dever cumprido e alegria genuína em fazer o bem. “Foi muito gratificante, fiquei muito feliz mesmo!”, afirmou Elismar ao lado da amiga Abigail, que disse estar com o “coraçãozinho batendo feliz” em presenciar aquele momento.

O GLPV agradece à Escola Municipal Tupiniquim e também à Elismar pelas doações e divulgação da nossa causa em Indianópolis. Vamos sempre #JuntosPelaVida!

Rolar para cima