“Café com Poesia” integra mães de pacientes infantis

Compartilhe:

A manhã da última quinta-feira (07) foi de emoção e literatura durante o “Café com Poesia”, mais uma ação da equipe de Apoio Pedagógico, Artístico e Cultural, do Grupo Luta Pela Vida. A ideia do encontro é reunir semanalmente as mães dos pacientes infantis que passam por tratamento no Hospital do Câncer, para que tenham um momento dedicado a elas.

O objetivo da nova atividade, que está na sua terceira edição, é de que, por meio da poesia, as mães possam expressar suas emoções e estimular a habilidade artística, em especial a escrita. A proposta surgiu da percepção de que as mães necessitavam de momentos para relaxar e, assim, enfrentar melhor todo o processo de tratamento contra a doença dos filhos. O projeto foi criado pelo coordenador do Apoio Pedagógico, Leonardo Almeida e pelas voluntárias e também psicólogas, Ellen Pereira e Cimara Fonseca.

As atividades consistem em trabalhar obras de autores importantes da literatura brasileira e associá-las a exercícios de expressão por meio da escrita, contando com o momento de descontração que o cafezinho proporciona. Segundo Leonardo Almeida, o trabalho realizado é importante para as mães. “O espaço é bom, pois é um ambiente de expressão para elas. Acaba sendo algo até terapêutico por causa da arte, além da possibilidade de troca de experiência entre as mães. A história de cada uma ajuda a outra a superar os momentos difíceis”, comenta o coordenador.

As mães puderam expor suas emoções durante a terceira edição do "Café com Poesia"
As mães puderam expor suas emoções durante a terceira edição do “Café com Poesia”

As atividades

As voluntárias Ellen Pereira e Cimara Fonseca conduziram mais um “Café com Poesia” e desta vez contaram com a ajuda da crônica de Rubem Alves, “As maçãs” e da música “Tocando em Frente”, de Almir Sater. As mães foram convidadas a ouvir a música e a crônica e produzir um texto sobre os sentimentos e reações que eram despertados.

A emoção tomou conta das voluntárias e das oito mães que participaram da atividade. Uma delas se arriscou a dizer: “Espero a semana toda por esse momento, porque aqui eu posso chorar, eu posso ser mulher”. Para Cimara Fonseca, o importante é amparar as mães. “Nosso objetivo é acolher as ansiedades das mães, para que elas possam processar melhor o momento que estão vivendo”, diz a voluntária.

Amante da poesia, a jornalista Mônica Cunha conheceu o projeto e participou das atividades junto com as mães. “Foi muito bonito e tocante todo o processo. O trabalho é muito importante para ajudar todas as mães. Achei emocionante”, afirma Mônica. Como resultado do encontro, a jornalista disponibilizou o texto que criou durante o exercício. Confira:

“Da maçã veio à jabuticaba.
Pé que levou tempo para crescer.
Sementes jogadas num canto ao quintal pelas mãos calejadas do avô, pedreiro e um jardineiro.
Quando a árvore deu frutos, os olhos aguçaram o paladar. Apressados, experimentaram o sabor daquela bola que brotava do tronco.
Era doce. Doce como o sorriso do avô. Felicidade em enxergar no rosto daquela meninada o valor de cultivar o afeto que da terra foi direto ao coração. Para sempre.”

Mônica Cunha

Os encontros do “Café com Poesia” acontecem todas as quintas, das 9h às 10h30, na sala do projeto Apoio Pedagógico, Artístico e Cultural, no terceiro andar do Hospital do Câncer. Todas as mães de pacientes infantis em tratamento no Hospital estão convidadas a participar.

Fotos: Carolina Tomaz

Juntamente com as voluntárias Cimara e Ellen, a jornalista Mônica Cunha participou o encontro
Juntamente com as voluntárias Cimara e Ellen, a jornalista Mônica Cunha acompanhou o encontro
Concentração: as mães realizam a leitura da obra de Rubem Alves
Concentração: as mães realizam a leitura da obra de Rubem Alves

macas texto rubem alves cafe com poesia

A crônica de Rubem Alves foi usada para despertar os sentimentos das mães presentes
A crônica de Rubem Alves foi usada para despertar os sentimentos das mães presentes
Biscotinhos e bolachas para acompanhar o café e a poesia
Biscotinhos e bolachas para acompanhar o café e a poesia
Mônica Cunha, voluntárias e mães fazem a leitura juntas
Mônica Cunha, voluntárias e mães fazem a leitura juntas
Amante da literatura, Mônica Cunha se encantou com o projeto realizado com as mães
Amante da literatura, Mônica Cunha se encantou com o projeto realizado com as mães

1 comentário em ““Café com Poesia” integra mães de pacientes infantis”

  1. AAh!! Esse momento é tão gostoso, tão fervoroso pela carência de cada mãe, que acaba se completando pela dor de cada uma de nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *