Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas é o tema do segundo programa Juntos Contra o Câncer

15 de setembro é marcado como o Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas. No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), estima-se que quase 15 mil pessoas receberam o diagnóstico da doença no ano passado. Além desses dados, o Atlas de Mortalidade do Câncer divulgou que a doença provocou a morte de mais de cinco mil brasileiros em 2019. A boa notícia é que, quando diagnosticado precocemente, este tipo de câncer tem altas chances de cura, então é importante entender mais sobre a doença e seus sintomas.

O que é o linfoma?

Linfoma é o nome de um conjunto de cânceres que atacam o sistema responsável por ajudar a combater infecções, o sistema linfático, composto por órgãos, vasos, tecidos linfáticos e pelos linfonodos, que se distribuem em posições estratégicas do corpo para ajudar na defesa contra infecções.

Segundo a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), o linfoma acontece quando os linfócitos e seus precursores que moram no sistema linfático, e que deveriam nos proteger contra as bactérias, vírus, dentre outros perigos, se transformam em malignos, crescendo de forma descontrolada e “contaminando” o sistema linfático.

A doença possui dois principais tipos: linfoma de Hodgkin e linfoma não Hodgkin. De acordo com dados do Inca, a prevalência é de diagnósticos de linfoma não Hodgkin, grupo que possui mais de 80 subtipos da doença.

2ª edição do programa Juntos Contra o Câncer:

Para dar mais espaço para a temática e promover a conscientização da população sobre a doença, a segunda edição do programa Juntos Contra o Câncer traz este tipo de câncer como tema. Neste programa, contamos com a participação de Bianca Reis, ex-paciente do Hospital, que iniciou o tratamento contra um linfoma de Burkitt em 1998.

Confira a entrevista abaixo:

Rolar para cima