Grupo Luta Pela Vida é homenageado pelo trabalho de inclusão e valorização das pessoas com deficiência

No dia 27 de outubro o Grupo Luta Pela Vida foi homenageado com uma Moção de Aplausos por parte do poder legislativo de Uberlândia. A sessão solene, que aconteceu no plenário Homero Santos, reconheceu o trabalho da ONG no que diz respeito ao processo inclusivo de seus colaboradores. Processo que acaba refletindo positivamente nas ações realizadas em prol dos pacientes em tratamento oncológico em Uberlândia e região. A indicação do Grupo Luta Pela Vida para a homenagem veio por meio do Projeto Incluir – Somos Todos Essenciais.

O projeto é idealizado pela Ergonlider, empresa especializada em saúde ocupacional e ergonômica em Uberlândia, cujo objetivo é capacitar pessoas com deficiência e inseri-las com dignidade e respeito no mercado de trabalho, seja para atividade fim da empresa, como preparar profissionais para os programas de ergonomia e qualidade de vida das corporações.

Todos os anos o Projeto Incluir avalia empresas que abrem espaços para pessoas com deficiência e, assim como qualquer outro, é valorizado e reconhecido pelo seu trabalho, como foi o caso do Grupo Luta Pela Vida que apoia, respeita e se responsabiliza por ser uma ONG inclusiva onde o desempenho profissional em prol da luta pela vida sempre será o foco do trabalho.

Para a Psicóloga do departamento de Talentos Humanos do Grupo Luta Pela Vida, Larissa Martins, a homenagem vem para reforçar a crença de que o grupo está no caminho certo, promovendo, da melhor forma possível, um ambiente de trabalho adequado e inclusivo para seus colaboradores.

“A humanização é um dos principais valores que direcionam o trabalho do Grupo Luta Pela Vida, refletindo no atendimento aos pacientes oncológicos e seus familiares, bem como no bem-estar de nossos colaboradores. E o projeto “Incluir – Somos Todos Essenciais” faz parte de nossa humanização, através da inclusão de pessoas com deficiência em diversas áreas de atuação, e também na qualidade de vida e ergonomia dos nossos profissionais com a massoterapia. Somos muito gratos por fazer parte dessa história, que luta pela dignidade e igualdade de direitos das pessoas com deficiência no mercado de trabalho!”

Rolar para cima