Grupo Luta Pela Vida e Hospital do Câncer disponibilizam cartilha e vídeo com orientações para parar de fumar

Em função do Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado no próximo domingo (29), o Grupo Luta Pela Vida e o Hospital do Câncer prepararam uma série de materiais para alertar a população sobre os riscos do tabaco e também ajudar os que desejam abandonar o hábito de fumar.

O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Só no Brasil, estima-se que mais de 160 mil pessoas morrem precocemente devido às enfermidades causadas pelo cigarro, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA). São cerca de 50 doenças que têm relação com o tabagismo, dentre elas, mais de 10 tipos de câncer, como o de pulmão, laringe, estômago, pâncreas, entre outros. Diante de números tão alarmantes, foi desenvolvido, em parceria com o Núcleo de Projetos, Prevenção e Pesquisa em Câncer (NUPPPEC) do Hospital do Câncer, uma cartilha anti-tabagismo e um vídeo animado trazendo fatos sobre o tabaco. Para ter acesso a cartilha, clique aqui.

Veja abaixo o vídeo “Fatos sobre o cigarro: por que parar de fumar?”

Como comenta o cancerologista e coordenador medico do NUPPPEC, Dr. Rogério Araújo, o tabagismo potencializa as chances de desenvolver vários tipos de câncer, além de fazer com que os fumantes adoeçam com uma frequência duas vezes maior que os não fumam. “O cigarro está entre os principais fatores de risco para o desenvolvimento de inúmeros tipos de câncer, tendo relação com o de pulmão, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia. No caso do câncer de pulmão ele é a principal causa, e cerca de 85% dos casos da doença estão associados ao consumo do tabaco”, destaca o especialista.

O câncer de pulmão, uma das principais doenças relacionadas com o tabagismo, representa cerca de 13% de todos os novos casos de câncer no país, sendo o segundo mais comum em homens e mulheres no Brasil e o primeiro em todo o mundo, em incidência e mortalidade, de acordo com o INCA. “Fumar aumenta em 40 vezes as chances de desenvolver câncer de pulmão, que é o mais letal do mundo. É um tumor grave e que merece atenção, pois os primeiros sintomas da doença costumam surgir quando a doença já está em estágios avançados, sendo os sinais mais frequentes a tosse, secreção com sangue, emagrecimento e falta de ar constante. Com índices como esse, não restam dúvidas sobre a necessidade de abandonar o hábito de fumar”, comenta Dr. Rogério.

Para quem deseja parar de fumar, saiba que os benefícios já começam a ser imediatos. Veja todas essas informações na cartilha e no vídeo, além das nossas redes sociais, onde serão abordados outros conteúdos exclusivos sobre a temática.  

Rolar para cima