Janeiro Branco: campanha estimula cuidado com a saúde mental

Com o início do ano, é comum fazermos reflexões sobre a nossa vida. Um momento de reavaliar atitudes, relações, fazer metas e encontrar os melhores caminhos para nos guiar até os novos objetivos. Com isso, o mês de janeiro se torna propício para que cada um olhe mais para dentro de si e cuide das próprias emoções. Com esse intuito nasceu a campanha Janeiro Branco, movimento dedicado à construção de uma cultura de atenção à saúde mental na sociedade.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde com base na Pesquisa Vigitel de 2021, 11,3% da população brasileira tem diagnóstico médico de depressão. Em 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que o país ocupa a primeira posição no que se refere à ansiedade. Além disso, a pandemia de Covid-19 foi um fator importante para contribuir com o aumento de 25% dos casos de depressão e ansiedade conforme aponta a própria OMS. Os números acendem um alerta para a grave situação mental da nossa população.

Nesse sentido, o Janeiro Branco busca desmistificar ideias equivocadas a respeito da saúde mental e reforçar a necessidade de buscar ajuda quando algo não está bem (principalmente de profissionais, como psicólogos e psiquiatras). A campanha de 2023 tem como tema “A vida pede equilíbrio”, e destaca como as mudanças – cada vez mais desafiadoras e aceleradas – exigem novas atitudes, habilidades e comportamentos.

Uma humanidade mais saudável mentalmente envolve principalmente fatores externos e equilíbrio. Algumas dicas para você cuidar da sua saúde mental:

Exercício fisco: praticar qualquer atividade física ajuda não apenas a manter uma boa saúde física, mas também oferece bem-estar para o nosso cérebro. Mente sã, corpo são!

Lazer: como a própria campanha do Janeiro Branco de 2023 propõe, equilíbrio na vida é fundamental. É importante não pensar somente em trabalho ou nas rotinas da casa. Ter um momento de lazer semanal ou até mesmo diário é de extrema importância.

Descanso: é necessário sempre recarregar as baterias. Por isso, procure dormir pelo menos 7 horas por dia. Relaxar no sofá e ficar alguns minutinhos sem fazer nada também pode ajudar!

Fale sobre o que sente e busque ajuda: não tenha vergonha de demonstrar fraqueza. Caso esteja passando por um ou mais problemas, compartilhe com pessoas que confie e não hesite em buscar ajuda profissional. Sofre calado pode aumentar a dor.

Medicação: se o seu profissional de saúde indicou alguma medicação para ajudar na sua recuperação, não crie tabus sobre isso. Tire todas as suas dúvidas e siga as orientações!

O Grupo Luta Pela Vida preza pelo por você. Cuide das suas emoções sem amarras!

Rolar para cima