Mônica Cunha escreve poesia especial para o Hospital do Câncer

Compartilhe:

149387_895470233806806_3651603841362408785_nO Hospital do Câncer e o Grupo Luta Pela Vida sempre realizam ações para promover o bem estar e a melhora na qualidade de vida da população para deixá-la cada vez mais longe do câncer. Muitas vezes as dicas estão ligadas ao acompanhamento médico frequente e uma dieta balanceada. Entretanto, outros aspectos da vida também estão associados ao bem estar, como a leitura e a escrita. Para comemorar o Dia Nacional da Poesia, celebrado em 14 de março, o Grupo convidou Mônica Cunha, jornalista e voluntária no Hospital do Câncer, para escrever uma poesia especial sobre a data.

A escolha por Mônica Cunha deve-se a sua constante ligação com a leitura e a escrita. Além das produções textuais que ela veicula em suas mídias sociais, a jornalista lançou há pouco tempo o livro “Entre um Café e Outro“. Com a temática livre, Mônica optou por fazer um texto que também fosse uma homenagem para o Hospital. A inspiração veio com a história da voluntária Abigail, que cultiva plantas em sua própria casa para serem vendidas nos bazares beneficentes do Grupo Luta Pela Vida, os quais têm renda revertida para ajudar no tratamento dos pacientes. ” A história da dona Abigail me tocou e me inspirou para construir a poesia”, afirma Mônica.

Segundo a jornalista, colocar poesia no dia a dia é importante e não deve se resumir aos textos, mas também deve ser ampliada para a vida. “A poesia não deve estar somente nos textos que lemos ou nos momentos em que nos arriscamos a escrever. Um belo pôr do sol, a companhia de alguém que se ama também é uma forma de poesia”, completa a jornalista.

Confira a poesia de Mônica Cunha:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *