Setembro Verde: campanha alerta para o câncer colorretal

O câncer colorretal, também conhecido como câncer de intestino, é o segundo tumor mais frequente na população brasileira, e ocupa a terceira posição em número de mortes. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), somente este ano, serão contabilizados mais de 41 mil novos casos deste tipo de tumor, que atinge igualmente homens e mulheres.

Nos últimos anos, estudos da American Cancer Society (ACS), têm indicado um aumento da incidência da doença em grupos de faixas etárias inferiores aos 50 anos, como comenta o oncologista do Hospital do Câncer, Dr. Gabriel Simões. “É verificado o aumento de cerca de 2% ao ano no número de casos em pessoas mais jovens, entre 29 e 50 anos, enquanto há uma redução na incidência na população acima dos 55 anos, a principal atingida pelo câncer colorretal. As causas desta mudança ainda estão em análise, mas acredita-se que acontece devido a fatores ligados ao estilo de vida, como o sedentarismo, dietas ricas em alimentos industrializados e processados”, pontua o médico. 

 O tumor é totalmente curável, desde que detectado precocemente, e dentre as medidas para um diagnóstico antecipado está a realização de exames de rastreamento. Uma das principais avaliações para este processo é a colonoscopia, que além de propiciar a visualização da parede interna do intestino, possibilita a retirada de lesões que podem evoluir para um tumor. “Cerca de 90% dos casos de câncer no intestino se originam de um pólipo, que é uma lesão causada pelo crescimento incomum da mucosa intestinal. No início são pequenos e benignos, mas podem evoluir e se tornarem um tumor maligno, o que reforça a importância de serem visualizados com antecedência. A colonoscopia permite essa identificação dos pólipos e até mesmo a remoção por completo, durante o exame”, comenta o especialista.

Aliado à realização de exames de rastreamento, para evitar o tumor de intestino, a mudança de hábitos de vida é uma medida fundamental. Além disso, mudar comportamentos ainda ajuda a diminuir o risco de diversos outros tipos de câncer e outros problemas de saúde graves, como doenças cardíacas.

Cartilha e vídeo esclarecem sobre o câncer de intestino

Para trazer mais informações sobre o câncer colorretal para a comunidade, o  Núcleo de Projetos, Prevenção e Pesquisa em Câncer do Hospital do Câncer em Uberlândia, lança uma cartilha e um vídeo especial para a campanha do Setembro Verde, com esclarecimentos sobre este tipo de tumor. Para ter acesso a cartilha, clique aqui.

Confira abaixo o vídeo especial para o Setembro Verde:

Rolar para cima